Conheça as vantagens do novo programa de crédito do Governo Federal

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn

Sabe aquele “up” que você precisa dar no visual da sua loja, ou aquela reforma necessária para substituir os equipamentos de exposição, check-outs, estrutura de armazenagem e outras, mas te desanima buscar créditos para isso.

Pois é! Com o PRONAMPE você pode realizar o seu sonho de melhorias, fazer aquele investimento e sair na frente da concorrência, mesmo em tempos de crise. Lendo este post até ao fim, você vai descobrir uma super novidade para conseguir linhas de crédito com até 8 meses de carência e até 36 meses de prazo para pagar.

Mas o que é esse tal de PRONAMPE? 

O PRONAMPE é um programa do Governo Federal instituído pela Lei nº 13.999 do dia 18 de maio de 2020 e significa: “Programa Nacional de Apoio à Microempresas e Empresas de Pequeno Porte”, e foi criado com o objetivo de ajudar no fortalecimento e desenvolvimento de médios e pequenos negócios.

O PRONAMPE está disponível para o MEI e para as Micro e Pequenas empresas com faturamento anual até R$4.800.000 (Quatro milhões e oitocentos mil reais), considerando a receita bruta declarada em 2019. 

Vamos detalhar: de acordo com o site da Caixa Econômica Federal www.caixa.gov.br, estão sendo considerados:

  • Para MEI – Faturamento até R$81.000,00 (oitenta e um mil reais)
  • Micro Empresas – Faturamento igual ou inferior a R$360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais).
  • E para Empresas de Pequeno Porte – Faturamento entre R$360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) e R$4.800.000 (Quatro milhões e oitocentos mil reais).

O Governo como Fiador do crédito

Dentre as várias burocracias que desanimam qualquer cristão na hora de buscar créditos, a exigência de fiador seja, talvez, a mais desanimadora de todas. Isso por que, se por um lado conseguir um fiador não é fácil, por outro costuma ser constrangedor, um garantidor de pagamento que, em outras palavras, pressupõe a sua capacidade de não pagar.

Porém, no caso do PRONAMPE esse não será um problema, já que o próprio governo federal se coloca solidariamente como fiador do crédito que está sendo tomado pelo empresário. Com isso, você tem liberdade de buscar sua agência financeira e conversar pessoalmente com o seu gerente, sem a presença de terceiros na tomada de decisão do seu negócio.

Nos tópicos abaixo vamos te explicar melhor sobre as fontes desse recurso e como o Governo Federal está garantindo a facilitação desse crédito para as micro e pequenas empresas.

Entendendo a fonte desse recurso

Apesar de o PRONAMPE ser um programa do Governo Federal, os recursos utilizados não são diretamente do Governo, mas de cada instituição financeira. Ou seja, o Governo não vai investir dinheiro diretamente no programa. Por outro lado, o que o Governo fez foi aportar quase 16 Bilhões de reais no Fundo Garantidor de Operações o (FGO) e administrado pelo Banco do Brasil. 

Aí está o grande trunfo do programa, uma vez que, o próprio Governo se coloca como garantidor da empresa utilizadora do programa. Sendo assim, o risco dos bancos diminui, e a oferta de crédito fica muito mais fácil. 

Confira algumas das financeiras que poderão aderir ao PRONAMPER:

  • Banco do Brasil S.A., 
  • Caixa Econômica Federal, 
  • Banco do Nordeste do Brasil S.A., 
  • Banco da Amazônia S.A., 
  • Bancos estaduais e as agências de fomento estaduais, 
  • Cooperativas de crédito e os bancos cooperados, 
  • Instituições integrantes do sistema de pagamentos brasileiro, 
  • Plataformas tecnológicas de serviços financeiros (fintechs), 
  • Organizações da sociedade civil de interesse público de crédito, e 
  • Demais instituições financeiras públicas e privadas autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

Ou seja, praticamente todos os operadores financeiros que têm parcerias com a SA estão aptas para operar o programa. 

Existe algum limite para o crédito?

Sim, a empresa poderá tomar um empréstimo de até 30% do valor da receita bruta anual registrada em 2019. Ou seja, se sua empresa é de Pequeno Porte e obteve receita de R$4.800.00,00 (Quatro milhões e oitocentos mil reais) você poderia tomar um empréstimo de até R$1.440.00,00 (Um milhão e quatrocentos e quarenta mil reais). 

No caso de empresas com menos de um ano de funcionamento a regra muda um pouquinho, pois o limite do empréstimo será de 50% do valor do capital social ou até 30% da média de faturamento mensal, o que for mais conveniente para o empresário. 

E os juros? 

Pois é! A taxa de juros é outra coisa que está muito interessante através do programa. Com taxação máxima de SELIC, que atualmente está em torno de 2,25% mais acréscimo de 1.25% ao ano, é só fazer as contas para perceber que praticamente só está havendo a correção do capital ao longo do tempo. 

Qual o prazo para pagar?

O crédito será fornecido para pagamento em até 36 meses, incluído o período de carência. Mas atenção, o programa deve ser aderido em até 3 meses após a promulgação, podendo ser prorrogado por mais 3 meses. Como foi promulgado em maio, você tem até agosto para garantir o crédito. Fique atento com isso!

Ah, lembra que falei sobre a carência? Então, essa carência está regulada no inciso II do artigo 5º do Regulamento do programa de Garantias o FGO PRONAMPE e foi estabelecido por um prazo de carência de até 8 meses. 

Agora que você já sabe “quase tudo” sobre os benefícios do PRONAMPE, que tal procurar seu Banco, ou operadora financeira para buscar mais detalhes? Talvez esse seja o impulso que faltava para você disparar quando a maioria está pensando em diminuir o passo.

Se tiver alguma dúvida, ou quiser complementar ainda mais as informações que colocamos neste post, você pode clicar aqui e acessar ao site da Caixa Econômica. Deixe um comentário abaixo. Até mais, e sucesso!

Veja outras publicações

Microempreendedor

Como se tornar um microempreendedor?

Abrir um negócio e se tornar um microempreendedor: quantas pessoas não devem sonhar com esse feito? Não é difícil imaginar o porquê,

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×

Carrinho